Este Blog tem a finalidade de divulgar estudos e aprendizados espíritas, tendo por prisma de visão Allan Kardec.

Violão e rimas…

*&*

E quando o violão saiu de si

E em mi permaneceu

A canção dançou com rimas então distraídas

Que viviam soltas pela melodia

E a cada dia se entendiam mais  

*&*

E o compasso cheio de curvas e de reticências

Plantou ciências no tal andamento

Num momento, em que o acorde em fá se manifestou,

*&*

Vieram então, densas palavras e alguns ricos pensamentos,

Desfilando notas pelos sentimentos…

*&*

E o violão, então chamou um poema para conversar,

Era um momento para meditar…

Cruzando rimas, claves e floreios,

Esteios lindos e profundos de um cantar…

E entre cordas, flautas e banjos…

Mis maiores e os menores, o violão…

Como se fora um anjo juntou um arranjo

Pra cantarolar…

*&*

Chamou uma gaita e

Uma cuíca para acompanhar

Letra e canção que iriam se amar

E entretons e sons se harmonizar,

*&*

 Fazer a alma então sonhar

Que a vida, Deus criou para…

Sol,… fé… jar…

Estribilho a se fartar

O importante é saber ouvir…

E aprender a iluminar

A vida, a alma e o coração!

Então versar, harmonizar e cantarolar,

A via que Deus deu para se amar…

*&*

Ademário da Silva

21 de maio de 2017.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: