Este Blog tem a finalidade de divulgar estudos e aprendizados espíritas, tendo por prisma de visão Allan Kardec.

 

Feitiço da fantasia!!!

#

A menina de mãos postas

Na semiescuridão do casebre

Sonha reza e insemina

A lua, estrela e a esquina

E assusta com a costumeira visita

Quando voa mariposa estranha, feia e esquisita

E pousa sobre a luz menina

Que bruxuleia insegura

Na tina de azeite seco

O leito de um caminho infindo

Sorrindo com as imagens das sombras

Quase tomba sobre a realidade

E a menina…

Sonha com o firmamento em luz colorida

Na avenida da fantasia

A noite como se fosse dia

Brinca com a verdade

Que escondida na ilusão

Omite o calo, o choro e o desencanto

E o pranto que mais parece riso

Entre as riscas de lágrimas ressecadas

Parece o juízo da decepção

E a visita amedrontada

Resfolega as próprias asas

A mariposa cansada com sofreguidão

Olha pelas frestas da janela

Como quem eleva aos céus uma oração

E enxerga a madrugada ridente

No horizonte de ansiada emoção

E a menina refeita da reza

Pragueja o silencio da razão

E olha para o teto quase peneira

Por onde entra a luz em retalhos

E mesmo lembrando de fadas, duendes e gnomos

Seu sono em frangalhos é rei no tabuleiro

Mas, a rainha com seu riso atrevido

Lhe toma pela mão os sentidos

E ela menina princesa

Mantendo acesa a coragem na escuridão

Afunda a cabeça no travesseiro

E pede a Deus sua mão

E como reza não tem paciência

A ciência da vida lhe mostra

Que o dia vai pôr de novo os pés no chão!

#

Ademário da Silva

30 de janeiro de 2016.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: