Este Blog tem a finalidade de divulgar estudos e aprendizados espíritas, tendo por prisma de visão Allan Kardec.

À minha amiga Débora Siqueira com seus versos de esperanças e rimas de jabuticabeiras, que brinca de amarelinha nos quintais da fé….

#

Não fosse a fé….

#

Não fosse o Mestre, no agreste da Palestina

Mostrar-nos com sua fala, embora nem sempre a pratiquemos com elegância

Nos fala da inocência, ingenuidade e pureza de toda criança

A servir-nos de medida ao avaliarmos vida e conduta

E deixar bem claro que a nossa luta entre o orgulho e a ganância

É que nos tem perdido a sustância da alma, na palma da ambição

O que nos tem levado a crer que o egoísmo é ferramenta de enriquecer

Mas, na verdade empobrece-nos o interior, por que de amor quase nada sabemos

Não fosse a fé que nos sustenta o braço, o laço e a atitude

De nós mesmo nada faríamos, por acharmos a luta uma montanha inamovível

Quando na verdade o pouco com ele recupera as sementes caídas na areia e na rocha

E toda vez que você minha amiga, ergue com destemor o giz ferramenta que transforma

Toda vez que você empunha pincéis e tintas e a criança experimenta o desconhecido

Ao coração do Mestre a luz emana da Terra e a guerra perde a carantonha

Menos uma gota e o mar não tem o tamanho ideal

Menos uma voz e a vida fica mais muda

Ser professora é dizer de si para si mesma: “Deixai vir a mim as crianças que lhes entrego

As riquezas da luz e do bem ao próximo para que não se enterrem ao longe os talentos do Senhor….

Das poeiras de giz o garoto aprendiz se evola para o mundo

E a Terra, feminina mãe e mal-entendida filha e irmã corrompida é a placenta de todos os destinos

Mulher que infinitamente namora o sol, ciumenta-se da lua e as vezes mora na rua, de outras na palafita

E se sonha com palácios não nega abraços e cuidados aos seus filhos

Jesus embora tenha se insurgido contra o sistema, ainda carrega o dilema de semear sua luz em nossos corações

E tu, minha amiga, irmã, alma querida, quando escolheste o magistério, é por que com certeza levas a sério a inocência que sempre será mais forte que a maldade, ….

A ingenuidade infantil que titubeia ante o desconhecido, mas que traz os olhinhos acesos, aguerridos diante da simplicidade da descoberta

E a sua alma e a mente são os celeiros da compreensão e do conhecimento

E o seu coração é a lousa da esperança, onde desenhas o amanhã!

Se não fosse a fé e a esperança, a vida e o mundo não teriam sentido

Mas, a cada manhã afunde os seus medos na cuia e pise na rua, recolore a lua

Ponha novas cores no arco-íris e como Ísis no altar da intuição eleve aos céus uma oração

Faça versos de giz e poemas coloridos e não dê ouvidos ao mundo dos homens que se perdem na ambição

Dê voz, sempre ao seu coração

Cada semente que germina é mesmo uma menina que povoa a vida

Siga em frente minha amiga, minha irmã, alma que poetisa a vida!

#

Do amigo imortal, Ademário da Silva

Ao primeiro dia do mês de maio do Ano da Graça de Nosso Senhor Jesus. O Cristo…. 2015.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: