Este Blog tem a finalidade de divulgar estudos e aprendizados espíritas, tendo por prisma de visão Allan Kardec.

Salmos – Capítulo 4

1 Responde-me quando clamo, ó Deus da minha justiça; na angústia, me tens aliviado; tem misericórdia de mim e ouve a minha oração.
2 Ó homens, até quando tornareis a minha glória em vexame, e amareis a vaidade, e buscareis a mentira?
3 Sabei, porém, que o SENHOR distingue para si o piedoso; o SENHOR me ouve quando eu clamo por ele.
4 Irai-vos e não pequeis; consultai no travesseiro o coração e sossegai.
5 Oferecei sacrifícios de justiça e confiai no SENHOR.
6 Há muitos que dizem: Quem nos dará a conhecer o bem? SENHOR, levanta sobre nós a luz do teu rosto.
7 Mais alegrias me puseste no coração do que a alegria deles, quando lhes há fartura de cereal e de vinho.
8 Em paz me deito e logo pego no sono, porque, SENHOR, só tu me fazes repousar seguro.

###

Pensando…

#

“Deus está a uma oração de distância”! A humildade é o caminho estreito que devemos palmilhar para alcançar a presença do Pai. E Jesus assevera em sua sabedoria íntegra e pura: “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida”

Deus sempre ouve nossos clamores, nós é que temos que ter ouvidos para Ouvi-lo, e para conseguirmos isso temos que mergulhar em nosso próprio íntimo e nos pormos a preparar o altar da consciência para recebe-Lo na simplicidade do nosso modo de ser, iluminados pela fé que raciocina e nos permite conhecer o objeto da adoração, distanciados das contaminações da vida social humana.

E o que entendemos por contaminação são os ingredientes da nossa própria sombra espiritual, ou seja: a vaidade, o orgulho, o egoísmo, rebocos da nossa imperfeição.

As alegrias do mundo, gestadas no ventre das ilusões e parturejadas pelo orgulho e pelo egoísmo que tudo quer pra si, são impermanentes quais fogos de artifício de brilhos diminutos e fugidios. Essas alegrias se desfazem em lágrimas e desesperos ante as adversidades comuns num mundo de provas e expiações…

As alegrias espirituais que locupletam-nos os corações, quando alcançadas ao custo de pequenos sacrifícios, quais o entendimento dessa impermanência que rodeia-nos a vida transitória. O amor que se resigna ante as leis divinas e naturais, que não se desespera ante o que não pode modificar…

. O amor que silencia os próprios anseios diante das necessidades do próximo…

O amor compreensão e entendimento, o amor que reconhece seus limites frente a ausência de luz…

O amor que é atitude e louvação que se respeita sem impor condições…

O amor evolução pela fé que fermenta a obrigação…

A fé que ilumina o túnel inteiro do nosso destino, por que ventilada por sentimentos e emoções que o conhecimento aprimora…

#

O vinho e o cereal de que nos fala o texto do salmo são os frutos do trabalho de sobrevivência, que traz alegria da semeadura e da colheita, remetendo-nos de novo ao trabalho das outras estações, por isso a alegria é temporária e ainda pode ser ilusória, pois não é senão ínfima parte das nossas tarefas no leito das reencarnações…

Mas, as alegrias da alma que constituem a fortuna de ser, aquela que Jesus disse que o ladrão não rouba e nem a traça destrói, essa é perene e não se conquista com as ilusões da Terra, mas com o sacrifício de si mesmo em benefício do coletivo.

A alegria da obrigação cumprida que nos permite repousarmos com tranquilidade e despreocupados das riquezas efêmeras desta vida transitória.

#

Deus, Suprema Inteligência do universo, Causa Primária de todas as coisas e todos os seres, tudo vê, tudo ouve e tudo provê, diminuindo-nos as ansiedades desnecessárias, permitindo-nos acreditar fielmente no ensino do Mestre de Nazaré: “A cada dia se basta ao seu próprio sacrifício”, o que se nos demonstra que o acúmulo de bens é apenas a sedimentação do egoísmo nos escaninhos da alma, pesando sobre os nossos ombros, dificultando os caminhos da evolução espiritual.

#

Ademário da Silva

16/setembro/2014.

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: