Este Blog tem a finalidade de divulgar estudos e aprendizados espíritas, tendo por prisma de visão Allan Kardec.

O amor incondicional...

Jesus, não há rotas de fugas...

Na intimidade de si…

***

Se as pedras do caminho são as provações necessárias, pise-as com elegância e inteligência sem destruir os vestígios, para que os que os que te amam sigam o seu exemplo com a mesma coragem.

Se as nuvens dos céus anunciam tempestades, cuida para que o aconchego do teu abrigo não exale egoísmo e comporte os corações desavisados por amigos inadvertidos e inscientes, mas que possam somar forças em caso de necessidades inesperadas, isso é confiar no Criador…

Se corações, antes diligentes e comprometidos se afastaram, compreenda-os e aceite as necessidades do próximo, carentes ainda de outras experiências que não se amoldam ao seu caráter e, abençoa-os na sua aparente solidão, por quanto coração que já amou sem interesses outros, têm a saudade como moldura artística dos seus próprios sentimentos e nunca estará só, basta entender as mudanças…

***

Em cada página do livro do seu destino, escrita por ti mesmo, o enredo da evolução ou o emaranhado da indecisão, revelam seus atos, seus passos e compassos nos tons da tua vontade ou na sombra da tua inércia. E também os versos que o teu coração dita em rimas ricas ou assimétricas, segundo seu estado emocional…

A vida, por ser instituída por leis magnânimas e imutáveis não se comoverá pelos seus erros, mas assimilará com elegância os efeitos da harmonia em que te traduzes, mantendo o equilíbrio da vontade do Criador, qual espelho á refletir pelo universo infindo os desejos de um Pai que de ninguém esquece, em nenhum reino de suas criações…

Assim o teu bom humor é a prece de alegria á emanar do teu interior como a flor exala seu perfume.

A tua seriedade é compromisso em movimento.

A tua força recurso em aplicação.

A tua coragem, sem ser destemor inconsciente, mas fé em si e no Criador se manifesta pelos efeitos da tua inteligência, do teu amor á vida e á todos e tudo em seu derredor…

O aparente silêncio do Criador é amor sem palavras que só a alma atenta, obediente e que se resigna, ouve entende e aceita, sem murmúrios e reclamações, nos pavilhões da fé e da compreensão que raciocina, equaciona e ilumina seus próprios gestos e atitudes na amplitude de sua individualidade…

***

Segue criatura seus caminhos, rompa com as barreiras de sombra que ainda te iludem, transgrida os teus sentimentos ainda impuros, alcance os horizontes verdadeiros, na plenitude de ser, sentir, compreender, criar e viver, sem se ater aos designers transitórios que as reencarnações te imprimem segundo tuas necessidades evolutivas e vença á si mesma, eis o que mais te importa…

Ninguém é em definitivo enquanto a luz que traduz amor não for aura que te emane do modo de ser.

Assim compreendemos que por ainda não ser, estamos:

Espíritos imortais numa experiência humana…

Espíritos perfeitos num aleijume temporário e corretivo…

Espíritos sem sexo e sem cor, homens e mulheres imperfeitos em conflitos amorosos á cata de felicidade lá fora…

Espíritos videntes, clarividentes numa cegueira de instante, até que acendamos luz própria no modo de enxergar, compreender e interpretar e vivenciar as leis do Criador Todo Bondoso…

***

O que nos leva á compreender que dores e sofrimentos, momentos de sombra que nos atormentam, frutos amargos da imperfeição também sofrem a transgenia que a luz propicia ao longo do nosso aprendizado imortal… A dor ainda se nos é equação de ‘n’ raízes morais, espirituais e psicológicas á exigir-nos raciocínio, meditação, circunspecção e intuição no trato com a vida e suas leis divinas e naturais que jamais mudaremos á favor de comodismo e inércia, sem arcar com as consequências imediatas ou em longo prazo nos braços da imortalidade…

***

Assim o deficiente de qualquer matiz tem como pauta de transformação o próprio interior…

O saudável não pode se descurar da luz qual remédio sem contra indicação em qualquer tratamento e dieta… Seja física, moral ou espiritual…

Por isso Jesus, o Mestre por excelência asseverou: “Venha á Mim todos que estais aflitos e cansados que Eu os transformarei em mansos e puros”…

***

Ademário da Silva §§§ 05/fevereiro/2012

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: