Este Blog tem a finalidade de divulgar estudos e aprendizados espíritas, tendo por prisma de visão Allan Kardec.

Mulheres…

Afinidade raiz da amizade e dos amores!

Luz, ternura, coragem e amor...

Mulher, semente e raiz dos destinos

(Mulher, por mais que eu pense e escreva, mesmo que a inspiração me envolva serenamente não consigo te agradecer completamente!)

***

Quantas vidas experienciadas por aqui, nesse chão de provas e expiações

Quantas relações e amores, versos e canções

Quantas dores e desalentos; esplendores e bons momentos

Amizades e afeições diversas… Mulheres intensas

Que foram amigas, que foram filhas, irmãs e também primas

Mulheres meninas / meninas maduras / mulheres ciências / mulheres divinas

***

Mulheres do tempo e também da vida por que todas o são

Mulheres da morte são louca ilusão…

Mulheres guerreiras, musas e feiticeiras, inteligentes também matreiras

Mudando de corpos nos braços do tempo com seus sorrisos, fagueiras

Mulheres maternas e também dos templos

De todos os tempos, de todos os povos e países, mulheres felizes e lutadoras

Mulheres silentes e decididas simplesmente inesquecíveis

***

Mulheres da minha vida que me foram acalantos

Minhas rimas, minhas luzes e meus versos, meus sentidos e cantos

Mulheres que calam por que a tristeza é muda

Mulheres que falam por que suas almas não são surdas

Minhas amigas, mulheres antigas, diamantes imperecíveis

***

Mulheres incríveis

Que a imortalidade revela nos traços que a intuição capta

Mulheres vestidas em trajes humanos cujos tecidos o tempo desgasta

Mulheres trajando túnicas de luz e harmonia que o espírito tece em designers de amor e alegria nos ateliers da imortalidade

Mulheres de verdade com seus sentimentos inteiros

Que com seus afagos e regaços me ofereceram a vida, seus carinhos, seus abraços

Mulheres afinidade, sensitivas, colo da intuição mediunidade

Mulheres fraternas, maternas, eternas, encantadoras falenas

Mulheres enormes de traços sutis e beleza infinda

***

Diferentes, ás vezes confusas, imortais musas de todas as artes

Mulheres que recriam a vida, que ensinam os caminhos

Que põem a frente todos os homens pra que eles não se sintam constrangidos

Mulheres que enfrentam as dores do parto e se emocionam aos primeiros vagidos

Daquela pessoinha que viajou em seu ventre por nove meses

Mulheres de ontem e de agora e que para o amanhã aguardam a minha chegada

Pra ser seu amigo, filho, irmão, amigo ou amante

Viver um instante do seu destino divino, ser o seu menino

***

Mulheres amigas /Mulheres esposas /Mulheres filhas /Mulheres irmãs

Mulheres mães /Mulheres noras e mulheres sogras

Mulheres mães da cumplicidade sadia que enfrenta os reveses

Criança, adolescente e madura

Mulher que ama, tolera e atura

Mulher indecisa e insegura

Mulher divina que semeia

Simples e altiva

Amante, mestra, parceira da esperança

Mulher dos sonhos e devaneios

Que apaga-me os receios

Com seus cachos e suas tranças

Seus enredos e enleios

Carícias e aconchegos

Mulher que me faz valente por que não revela meus medos!

Por essas e outras razões tantas

Os reencontros sugerem afinidades, amores e amizades!

***

A minha amante nesta encarnação Silvana Cristina e todas as minhas filhas e amigas de todas as idades e emoções os meus versos de reconhecimento e gratidão…

Ademário da Silva *** 19/03/2011

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: