Este Blog tem a finalidade de divulgar estudos e aprendizados espíritas, tendo por prisma de visão Allan Kardec.

Abraços

Um abraço tem que ter um laço de troco

Dado aos poucos em movimentos lentos e afetivos

Suspiros e voz rouca e rimas tantas

Um sorriso sincero no que se espera não seja pouco

Que troque energias preexistentes no coração e na intenção

Que se encontrem os corpos e as mãos o coração e os afagos

Que as almas não se percam no calor do aconchego

Que a força dos braços siga os impulsos da afeição

Na medida em que a saudade concede!

***

Um abraço é identidade das emoções conjuntas

Por que apaga a ansiedade e enlaça a amizade nos braços das afinidades

Um abraço é memória da história que os olhares e toques emolduraram

Do som das vozes quais mousses de nozes com maracujá e limão

Versos em perfumes ecoando e escorrendo dos corações

Um abraço é a certeza que o horizonte é infinito!

***

Quando se abraça alguém é mesmo como alforriar as incertezas

E dizer de coração á coração estou contigo pelo prazer, pela alegria e o compromisso de ser seu amigo

Abraçar é estender a alma em torno de coração amigo, carente, necessitado, desesperado ou afim, e daquele feliz e realizado

Um abraço é gesto da alma que apóia e ampara mesmo em tons nublados

Assim como o sol em volta da Terra e a luz em torno de tudo e de todos

Um abraço é a luz da alegria nos impulsos da libido quando a harmonia revela a paz do amor vivido

Luz que aproxima, força que estimula, confiança que enraíza, sensação que não se priva impunemente

***

Ofereça-se em abraços como flor que esparge a própria essência

Sinta em seus braços oportuna igualdade de amor ao próximo como a si mesmo na maior liberdade

Num abraço amoroso o corpo todo sorri no silêncio que a afinidade declama

Num abraço afetivo o lenitivo da paz e da segurança á criança que ampara a criança que se abre em sorriso e confiança

Um abraço amigo é laço antigo cerzido nos tecidos do coração…

Horizonte que se abre, calor que acalma, o abraço cauteriza a tristeza e faz do momento confiança qual ternura de criança…

Não se prenda e nem se renda aos medos, um abraço retrança  enlaça os enredos da vida, dos destinos, dos corações, de todas as emoções

Tecendo rimas e lendas

Cicatrizando feridas

Lacrimejando emoções

Reapertando os laços

Um abraço abraça o momento e o universo

Acendendo lareiras no meio da solidão

Os meus versos abraçam a rima e o refrão

A letra e a melodia no compasso do coração

E a canção dos abraços é mesmo uma oração

Do alto de uma montanha (sermão da…)

A harmonia da liberdade tem dois braços e uma canção!

***

Ademário da Silva *** 15/03/2011

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: