Este Blog tem a finalidade de divulgar estudos e aprendizados espíritas, tendo por prisma de visão Allan Kardec.

Relação e comunicação!

– Se atentarmos no seio do ecossistema podemos constatar essa realidade.

****

O rio rodeia a floresta

A floresta margeia suas curvas

Os pássaros aninham em suas folhas e copas

Os peixes fazem da água dormitório, laboratório e berçário

Os animais saciam sua sede nas águas que o rio leva

O homem dele se alimenta e retira energia…

A água que se evapora em nuvem se transforma

E chora como chuva hidratando o cacho de uvas…

E cada elemento vivo cumpre o seu papel

Um ao outro alimenta

E todos entre si se sustentam!

****

Os pássaros falam aos ventos e ouvem o clima

A terra e o clima se amam e germinam sementes

Entre nutrientes e sais minerais as vozes silentes dos vegetais

Falam sobre tubérculos e cereais

Todo ser vivo é energia manifesta

Aparentemente inerte o mineral cumpre silente o seu papel

Em movimento limitado e circunscrito o vegetal sonha com a liberdade

O animal que voa, ou se arrasta; aquele que pula, nada ou corre, se socorre no próprio movimento

O homem, antigo primata, hoje diplomata da ilusão, ainda consagra a comunicação nos prismas da fantasia e da arte; embora respeite a cultura, a racional criatura não sabe se conjugar

Homem e Mulher no cerne de tatos e carícias, de ternuras e sensações

Perpetuam a experiência humana no colo das obrigações

****

No tempo da fraternidade

Em modo de simplicidade

Em verbos de amor e verdade

Pronomes sempre plurais

Presente do indicativo é o tempo mais regular

Pretérito tão imperfeito é melhor nem conjugar

Futuro é conjugação que só a morte revela

Mediuniza-se o ser que aqui fica nas pautas da psicografia

Emociona a psicofonia decente 

Vidente é o cego que já quer ver

Mediunidade traz os termos da oração

Onde o sujeito, embora quase sempre oculto

É voz ativa da comunicação

Homem e mulher na sedução da poesia

Evoluindo a própria emoção se encontram

Pelas vias da inteligência nas portas de um novo coração!

****

Nos caminhos imortais o aprendiz nutriz do próprio clarão

Pisando sobre os degraus da necessidade

Encontra no amor de mãe, de irmã, amiga  e esposa

Perfume de arnica, avencas e rosas quais provas da afinidade!

***

Ademário da Silva – * – 21/fev./2010

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: