Este Blog tem a finalidade de divulgar estudos e aprendizados espíritas, tendo por prisma de visão Allan Kardec.

31 de março de 1869

“Foi em meio a esse clima de mudanças e de reconstrução de um novo mundo, onde vingava, por toda parte, o perfume primaveril do romantismo, que nasce, a 03 de outubro de 1804, em plena era napoleônica, na cidade de Lyon, Hippolite Léon Denizard Rivail, que mais tarde adotaria o pseudônimo Allan Kardec. Ele era filho de um juiz, Jean Baptiste-Antoine Rivail, e sua mãe chamava-se Jeanne Duhamel”.

O mestre mergulhou num óvulo de luz

E despertou na matéria impura em 03 de outubro de 1804

E fazendo na vida magistratura

Cicatrizou as feridas da sombra

Separou o trigo do joio

Com o apoio do Espírito de Verdade

E acendeu liberdade nos escaninhos da consciência humana

Mas, o seu caminho como dos profetas e apóstolos

Eivado de pedras e sacrifícios

Acendeu um bulício no pensamento do mundo!

Apagou crendices como quem assoprou lareiras

Duvidou das mesas como quem não acredita na matéria

Transformou o modismo em aula séria

Ao editar dos Espíritos ‘o livro’

Sempre sério e conciso ampliou os tentáculos da luz

Desvendou os segredos da morte

Fazendo do velório sala de aula da imortalidade explícita

Revelou os carismas nas veias da sensibilidade humana

E todas suas modalidades e chamou mediunidade

Nos pondo em contato com outras dimensões da vida

Abriu as cortinas do infinito que estava em segredo

Iluminando o enredo da reencarnação

Mostrando que aqui vivendo estamos em ‘provas e expiações’

Descortinando outros mundos em pluralidade

Ratificou a verdade da eternidade

Galáxias e quasares em formação

Desvendaram mundos celestes e de regeneração!

Penas e castigos se fizeram artigos e conceitos de novas lições

Leis naturais e divinas acendendo a sina da evolução

Filosofia, religião e ciência a consciência da renovação

Primitivos, civilizados, regenerados e depois evoluídos

É o espírito imortal em busca da perfeição!

E o mestre modelo, exemplo e espelho

Cumpre sua tarefa – missão na força do trabalho que modela

As luzes da codificação

O bom senso, o discernimento e a concisão

Ditando as regras de humana obrigação

“Amar ao próximo como á si mesmo e á Deus acima de qualquer coisa”.

Ensina-nos o Mestre Maior

“Amai-vos e Ínstruí-vos”, nascidos de sua penas intuitivas

Ditados pelo Espírito de Verdade ampliando a necessidade de conhecimento

Cinco livros de estrutura cercado de doze revistas

Um livro de Póstumas Obras, testamento de caráter intimista

Tracejando as futuras vias espiritistas!

Embora previsto o desfecho, o cortejo deixa a filosofia surpresa

O homem que tirara das mesas o pensamento mais profundo

Deixava neste trinta e um de março de mil oitocentos e sessenta e nove

As contingências desse mundo!

Preposto imediato do Cristo

Benquisto da paz e da luz

Abandona o corpo cansado num último lance de labor

Demonstrada a verdade inconteste

Se vai para um mundo celeste

Conquista de raciocinada crença

E vivenciado postulado de amor!

Ademário da Silva *** Soc. Esp. Facho de Luz e Caridade

SOESFALUZCA *** 31/março/2009



Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: