Este Blog tem a finalidade de divulgar estudos e aprendizados espíritas, tendo por prisma de visão Allan Kardec.

Como eu queria!!!

Eu queria ser um verso a viver livre das rimas

Eu queria ser o tempo sem ponteiros a vigiar

E se fosse oração sem motivos pra perdoar

Em sendo uma canção sem partituras a controlar

Engendrando meus caminhos sem fronteiras

Ser a vida inteira livre pra criar e recriar

Criar amigos e recriar as tendas de convívio

Fechar todas as fendas que desenham riscos

Deixar de ser carbono e me sonhar diamante

Refletir ainda que por instantes a luz da compreensão

Ser sentimento artífice do meu próprio coração

Como pensamento voar livre de injunção

Qual poesia me insinuar isento de métrica de combinação

E se fosse som não seria só uma canção sem partituras

Sem clausuras ou provação

Seria o eco da alegria

Na magia da atitude silente

Do trabalho amigo e producente

Crente em louvação

A liberdade de ser

Um verso de Deus nos poemas da vida

Emanar humildade consciente sem medo de se expor

Atravessar a gruta da morte

Sem ter que me desejar sorte, por que sei pra onde vou

E como escultor, musicista ou poeta

Não ser mais atleta da escuridão

A escalar abismos de prova ou expiação

Como eu queria deixar de ser um sonho e ser realização

Eu só não queria ser futuro

Eu quero ser agora

As luzes do meu novo coração!

Ademário da Silva *&* 02/setembro/2008

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: