Este Blog tem a finalidade de divulgar estudos e aprendizados espíritas, tendo por prisma de visão Allan Kardec.

Saudações Mulheres Amigas!

Feliz 2008 em todos os seus dias! 

Pra você Mulher, que tens um sonho riscado a giz, nas telas da imortalidade!

“Sua apatia muito me entristece”.

Minha reza é sua prece.

Não se esquece!”(M. da Vila.)  

A oração do Universo é a harmonia entre todos os seres e todas as coisas.Se nós revestirmos os nossos pensamentos, indignos e desalinhados pela própria imperfeição, com palavras inerentes aos humores exalados; a imagem que daí decorre é surreal, sofrível e antagônica.A dor toma dimensões estranhas e indecifráveis, e a cor que transparece é escura, bolorenta e pegajosa. Tudo porque o Eu Integral se demora na esteira da teimosia, como se fora o autor da Lei e da Verdade.E como a Lei e a Verdade são imutáveis e irreversíveis, o sofrimento toma partido da nossa vida, dos nossos gestos e do nosso sentir.Dogmas e axiomas criados por nós quais justificativas do medo de transgredir a própria dor, são atalhos ilusórios, na concepção de fugas que se frustram no contato constante com a nossa realidade “objetiva”, que se revela qual fotografia concebida nos escaninhos da consciência e da necessidade sempre presente do autoconhecimento e enfrentamento.

O caminho da felicidade não passa necessária ou obrigatoriamente pelas ruas, vielas ou becos de um relacionamento amoroso transitório, que nem sempre desemboca no tão sonhado casamento feliz. Aqui num mundo de provas e expiações a felicidade é tão relativa quanto à transitoriedade da vida. O caminho da felicidade é o endereço de si mesma, de suas buscas e conquistas, dos seus direitos que valem diante das leis naturais e divinas e, se aí valem nada tem o poder de mudá-los.

Com a mesma emoção, coragem e prazer espiritual que enfrentas e solucionas as dores dos partos, aplique-as nos outros sentimentos da vida e a decepção será lição de perdão e compreensão de que nós os homens, viajores desavisados, ainda, de que a sexualidade é ferramenta momentânea, de valor relativo a finalidades específicas, que nas mais das vezes embotamos nossos sentimentos em prazeres fugazes, trocando valores maiores pelos menores e fugidios.

A felicidade feminina não mora existencialmente nas emoções masculinas, principalmente as machistas e oportunistas. Ainda aprenderemos a nos amar sem os ganchos da sexualidade, que mais decepciona e frustra que ajusta sentimentos verdadeiros e libertários nos braços das nossas relações humanas.

 “Minha amiga, minha figa, minha crença”

;Modifica tuas sentenças!”“. 

 Procure a felicidade em teu interior sem se afastar dos seus compromissos reais, transgrida as moedas emotivas ainda atuais, que são de submissão, carência e decepção por valores que em ti já existem. Em vez de somente procurares um lugar na sociedade, se realinhe em teu espaço de espiritualidade. Com a força da tua intuição, a coragem do teu coração, a lucidez com que tu te resignas, não há sina que não serás capaz de mudar. Considerando-se a inexistência de sexo na alma, tal o conhecemos, há que se pedir calma e muito discernimento a toda tentativa de poder e comando, principalmente desmandos nas relações afetivas, “amorosas”. A humanidade já sofreu muito por isso e a mulher ficou com a maior parte de dores e sofrimentos, enquanto o homem se iludia que governava. Já é bem o tempo de mudar tudo isso em prol de nós mesmos. Pela felicidade nossa, pela alegria da vida e por um mundo de regeneração. A paz entre os casais e a luz no seio das emoções. Não há castigos ou punições, mas, sim desencontros e desequilíbrios nas relações. 

Minha amiga! 

O prazer, o encanto e a alegria são filhos legítimos da atitude inteligente do autoconhecimento…, de possibilidades e recursos que todos temos, e, que às vezes se encontram atrás das cortinas das indecisões.Porque desviamos o foco principal e enxergamos só a periferia dos desejos alcançáveis, nossos sonhos reais parecem morar nas noites desertas de luas e estrelas. Nós não somos isto ou aquilo, mas temporariamente estamos assim ou de outro jeito!O que é relativo no campo das aparências é fator que permite mudanças, segundo nossa vontade esclarecida.

Toda Mulher é dona de rara beleza, a beleza dos gestos e da intuição, a beleza dos sonhos e da paciência, a beleza da fé inaudita no Criador. Mas qualquer delas que decidir esconder seus próprios atributos transitórios e os imortais sob as folhas de estranhos humores se fará companheira da dor e do sofrimento desnecessários, porquanto não é uma relação amorosa de qualquer gênero que se conhece, que realmente às fará felizes.

A dança do encantamento emocional e amoroso é feita a dois.

Cada um dos apaixonados tem que mostrar sua cara, perfil e atitude.

O perfume só combina com a flor!

Num caso de amor, o espinho é sentinela totalmente desnecessária.

Apresentemos á vida os nossos talentos, para que ela transforme o nosso destino num momento de luz e evolução! Que Deus vos abençoe minhas Amigas! Do amigo menor:

Ademário da Silva. –  revisto em 01/jan./2008  – S.E Facho de Luz e Caridade.  

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: